Por que Agosto é conhecido como mês do desgosto?

Buenas pessoal, tudo bem por ai? O post de hoje é bem atípico e talvez um tanto supersticioso. Vocês já devem ter ouvido inúmeras descrições para o oitavo mês do ano, né mesmo? Mas porque raios, todos os anos, dizemos a mesma coisa e vivemos esses malditos 30 dias com vontade que passe logo?

LENDA

Reza a lenda que a clássica rima “agosto é o mês do desgosto” surgiu em Portugal, durante a época dos descobrimentos. Originalmente, a expressão era “casar em agosto traz desgosto”, pois as caravelas costumavam partir para o Novo Mundo nessa época. Aí, quem se casava nesse mês acabava nem fazendo lua-de-mel e as noivas corriam o risco de tornarem-se viúvas antes mesmo de aproveitar a fase inicial do casamento. Bom, não virou história…mas virou lenda entre as matriarcas que proibiam as filhas e netas de casarem neste mês do ano. Maio virou o favorito desde então!

Outra expressão bem conhecida diz que agosto é o “mês do cachorro louco”. A origem disso é o fato de que a maior incidência de cadelas no cio vem sendo no mês de Agosto e, por conta disso, os machos ficam “loucos” e brigam entre si (faz um pouco de sentido!). Na história, essas disputas também seriam responsáveis pela proliferação da raiva, uma vez que a doença é transmitida quando um cachorro infectado morde outro. Quando estão com raiva, os cães ficam espumando pela boca, o que contribui para que eles pareçam loucos.

Cachorro assustado

Os romanos, no século 1 por sua vez, acreditavam que um dragão passeava pelo céu noturno em agosto (mês, aliás, batizado por eles em homenagem ao imperador Augusto). O monstro nada mais era do que a constelação de Leão, mais visível nessa época do ano. 🙂

HISTÓRIA

Alguns acontecimentos históricos muito marcantes contribuíram para que Agosto levasse a fama de azarento. No dia 2 de agosto de 1934, Hitler tornou-se líder da Alemanha. Em 6 e 9 de agosto de 1945, Hiroshima e Nagazaki foram atacadas pelas bombas atômicas, culminando numa das tragédias mais emblemáticas do século 20. No Brasil, no dia 24 de agosto de 1954, o então presidente Getulio Vargas cometeu suicídio no Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, e em 21 de agosto de 1961, Jânio Quadros renunciou à presidência. Coincidência ou não, Agosto certamente foram meses tensos nessas épocas.

NUMEROLOGIA

Pulando para a Numerologia, o número 8 representa o resultado prático do que cada um produz durante a vida e o mês de Agosto ficou conhecido pelo acúmulo de eventos paralelos e com pessoas diferentes. Apesar da origem da crença não ser clara, muita gente acredita que essa época do ano é símbolo de mau agouro e de dias difíceis pela frente, podendo refletir tanto tristeza e fracasso, quanto sucesso, fama ou escândalos. Segundo o numerólogo Yubertson Miranda, “Se temos agido com consciência, maturidade e perseverança para realizar nossas metas, o resultado será promissor. Caso contrário, não receberemos uma reação próspera da vida. E não adianta culpar o destino, a vida ou o mês de agosto. É simplesmente a lei de ação e reação ocorrendo de forma explícita. O número 8 se parece muito com o número 13: enquanto algumas pessoas o amam, outras detestam. Uns consideram um número desorte, outros de azar”.

Na minha opinião, existe sim um campo energético que se intensifica com a influência coletiva, mas isso é independente do dia, mês ou ano. Se a gente se aproxima de pessoas que estão obtendo sucesso e vibrando positivamente com suas conquistas independente do mês, os efeitos serão diferentes  daquelas que estão semeando discórdia, problemas e negatividade. É automático, e nosso inconsciente absorve essa vibração e reflete em nosso comportamento. Seja lenda ou explicação cientifica, acredito que muitos eventos bons também acontecem no mês de Agosto, tais como nascimentos, aniversários, viagens, promoções, novos amores, bons negócios…mas nós, com nossa infinita mania de englobar tudo, muitas vezes somos mais empáticos com eventos tristes, o que explica a massa toda definir o mês como o problema, e não as escolhas e os acontecimentos naturais que podem acontecer a qualquer momento. Pense, tudo aquilo que procuramos uma hora achamos. Tudo aquilo que plantamos, uma hora iremos colher. Tudo aquilo que nos sujeitamos, uma hora vai nos cobrar, e isso serve para relações, pensamentos, sentimentos e ações.

Cada um vai interpretar e encarar as situações da vida de uma maneira diferente, mas acredito que assumir a responsabilidade de fazer novas escolhas seja um bom caminho para sair da zona de conforto e mudar aquilo que não está bem. A propósito, falta muito para acabar? kkkkk

Até a próxima! 🙂

One thought on “Por que Agosto é conhecido como mês do desgosto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *