VISAGISMO: Conceito e História

Já escutou ou falou para alguém: “Nossa, como esse corte ficou bem em ti”? Ou ainda: “Meu Deus, que make maravilhosa. Realçou a beleza natural que tu já tem”. Bem-vindos ao mundo do VISAGISMO!

Hoje o assunto é pra falar de medidas, não de padrões, e é bom que vocês já de início saibam identificar a diferença entre um e outro para entender bem o conceito e história do Visagismo. Derivado da palavra francesa visage, que significa rosto, o termo visagismo foi criado pelo maquiador francês Fernand Audry, em meados de 1936, para relembrar a importância de valorizar a beleza individual. Para Audry, o visagismo era a arte e o visagista um escultor do rosto humano, com a missão de intensificar as qualidades que se manifestam no rosto de uma pessoa e camuflar as ïmperfeicoes” que desequilibram o conjunto.

 526955350 (Fernand Audry – 1950)

Veja bem a diferença. Não se trata de deixar todas as pessoas padronizadas à um estereótipo. Se trata da arte de ressaltar pontos fortes já existes e camuflar pontos fracos, que podem e serão diferentes conforme o rosto de cada pessoa.

shutterstock_260826971

Na maquiagem, o contorno e iluminação segue exatamente este princípio. É impossível contornar um rosto da mesma forma que outro, assim como a cor dos produtos pode variar conforme o tom de pele. Testa mais larga, queixo pequeno, nariz fininho ou larguinho, olhos grandes…Tudo varia, e o visagismo existe para lembrar os profissionais da beleza do quão importante é olhar para a pessoa como um quadro já pintado, com pequenos ajustes a serem pincelados.

face2

Veja no vídeo a diferença e o quanto, na maquiagem, o visagismo pode intensificar traços muito suaves e bonitos do rosto através do contorno e iluminação. Aproveitei para mostrar como estou fazendo a preparação de pele:

Esteticamente, erros acontecem e aos montes. Sobrancelhas pigmentadas e muito mal feitas são um desastre. Pior que isso: Cirurgias plásticas irreversíveis no rosto. Onde está o visagismo nestas horas?! Creio que, ou o profissional pensou mais no dinheiro do que intensificar o desenho perfeito para o rosto daquela pessoa, ou o cliente (muito insistente) bateu o pé de que o resultado seria melhor do que a realidade. E acreditem se quiser, isso acontece!

O visagismo, por fim, ajuda em muitas áreas e profissões e tem sido grande destaque na área da moda e beleza. Um bom Personal Stylist sempre vai considerar as formas do rosto para indicar acessórios, corte e maquiagens ideias, assim como cabeleireiros e maquiadores que estão antenados e trabalham como verdadeiros artistas.

corte_1

Cada pessoa tem uma beleza peculiar e cabe à nós, profissionais da beleza, saber intensifica-la sem perder a essência real. Espero que tenham gostado do tema e…até a próxima!


Imagens: Reprodução

2 thoughts on “VISAGISMO: Conceito e História

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *